Renda Brasil, novo programa social do Governo Jair Bolsonaro, deve pagar 300 reais para os beneficiários.

O Renda Brasil que vem sendo preparado pelo Governo Jair Bolsonaro para ficar no lugar do Bolsa Família, o novo programa social, tem expectativa de pagar de até 300 reais por mês para os cidadãos brasileiros de baixa renda

O novo programa deve funcionar próximo ao fim deste ano. O Renda Brasil Criado pelo Estado tem o intuito juntar vários outros programas, como o próprio Bolsa Família e o pagamento do auxílio para o enfrentamento contra Covid-19

Para bancar esse novo programa social, provavelmente vai ser criados novas taxas e impostos. O setor econômico do governo estipula, por exemplo, implementar um novo CPMF para bancar o novo programa. Nos dias atuais, o Ministério da Economia tem feito várias reuniões para decretar como vai ser pago o dinheiro para as pessoas que tem direito.

Estima-se que o Renda Brasil vai atingir cerca de 50 milhões de brasileiros. Esse programa deve pagar em uma média de 250 até 300 reais para grupo, que também vai poder atuar no mercado de trabalho. O programa vai funcionar de forma bem parecida a outros programas sociais. Com isso, programas como salário família e o abono salarial, vão chegar ao fim.

O Governo Federal pretende contemplar uma parcela das pessoas que estão recebendo a ajuda do governo de R$600. Ademais, a intenção é crescer o valor pago no Bolsa Família.

O crescimento previsto, vai variar de R$ 50 a R$ 100. Nos dias atuais,  o pagamento do Bolsa Família gira em torno dos R$ 200. Com isso, prevê que a base de contemplados do Renda Brasil deve ser estendida em aproximadamente 10 milhões de pessoas.

Novo Programa do Governo Federal

Segundo Paulo Guedes, o novo programa vai ser para os brasileiros com renda inferior a um salário. Quem utilizar por meio da Carteira Verde e Amarela, que vai ser ligado ao programa, vai poder receber o pagamento salarial do emprego em conjunto aos R$ 300 do Renda Brasil. Mas, essas pessoas ficam sem o direito das leis trabalhistas como seguro desemprego, INSS e FGTS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *