Demora do Enem vai dificultar entrada de cerca de 3,5 mi de discentes no ensino particular para o ano de 2021

A demora na anunciação do resultado do próximo Enem, que vai ocorrer próximo ao fim de março, vai dificultar o ingresso de 3,5 milhões de alunos no em faculdades particulares. Esse é o número de pessoas que utilizam a nota do sistema seletivo do governo federal para tentar conseguir alguma bolsa de estudo, por meio do ProUni e descontos de mensalidades nas instituições de ensino superior particular. De acordo com uma pesquisa feita pela empresa Educa Insights, cerca de 80% dos estudantes fazem suas inscrições depois de saberem notas. Assim, quanto mais elevada a nota na prova do Enem, o seu desconto será maior. As notas do Enem do último último processo seletivo, foram anunciadas no final de janeiro de 2020.

A previsão da Associação Brasileira das Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes) é que, se não tiver entrada de novos estudantes ou se por acaso o número for muito menor no próximo ano, o número total de entrada de alunos deve cair próximos dos 20%. Não se tem uma previsão para um calendário de ingresso no ensino superior, no qual é dependente das horas exigida em cada grade curricular dos cursos ofertados, porém o começo das aulas em p abril pode comprometer grande parte dos cursos.

Com intuito de diminuir o impacto, o setor está organizando junto ao Governo Brasileiro que o direito da bolsa do ProUni seja desligada do resultado do Enem. “Nós estamos pedindo ao presidente esse desligamento, para que as faculdades possam usar, por exemplo, as notas do seu próprio vestibular ”, disse Celso Niskier, presidente da Abmes.

De acordo com Niskier, além do atraso no ingresso dos estudantes, isso deve levar a muitas pessoas desistir da faculdade e provocar queda no faturamento das faculdades privadas, com a reforma nos tributos no país, que vai aumentar a carga de taxas de 3% para 12% , vai aumentar as mensalidades em aproximadamente 11%. Essa reforma tributária idealizada pelo Governo Federal tira ainda muitos impostos das instituições particulares de ensino que ofertam bolsas pelo ProUni. Atualmente, as instituições estão sem pagar a tributação caso cumpra uma cota de bolsas para estudantes de baixa renda.

Em continuação a pesquisa da Educa Insights, o volume de alunos que devem se inscrever em cursos presenciais a partir de julho de 2020 caiu para 5%, contra 16% em abril. Nos cursos ofertados pars ter aula em casa, a porcentagem ficou em 34%, ficou na média em comparação aos três meses antes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *