Bolsonaro diz que pode escolher um novo ministro da educação ainda hoje

O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta quinta-feira (2/7) de manhã que a educação do país é “assustadora” e ele poderá selecionar o novo ministro da educação nesta quinta-feira.

O discurso ocorreu na saída de Palácio da Alvorada.Um partidário que anteriormente se dizia representante de uma escola particular disse ao CEO que a educação está “descendo no Brasil”.

Ele respondeu: “Você está lutando? A educação no Brasil é terrível.” Bolsonaro acrescentou: “Talvez eu escolha o ministro da Educação hoje. De Kotelli tem problemas.”

O Diário Oficial da União (DOU) foi divulgado nesta quarta-feira (1/7), o que invalidou a nomeação de Carlos Alberto Decotelli para o portfólio. Devido a algumas inconsistências no currículo, economistas e professores foram forçados a renunciar sob pressão do governo federal por um período de cinco dias.

Durante a rápida nomeação de Decotelli como ministro, os cargos descritos no currículo fornecido na plataforma Lattes expuseram a fraude. No entanto, depois que a Fundação Getalio Vargas (FGV) informou Decotelli que não era um pesquisador ou professor efetivo da instituição, mas um co-professor, essa situação se tornou insustentável.

Anderson Ribeiro Correia, decano do Instituto de Tecnologia Aeronáutica (ITA), é o número mais alto depois do Ministério da Educação. Com uma introdução técnica e um currículo sólido e confiável, ele foi reconhecido pelos departamentos militar e ideológico do governo Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *